quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Ando à vários dias....

a pensar em quem votar!!
Tem sido difícil a decisão, visto esta coisa da política portuguesa, ser uma coisa nova para moi!!

Até que li este texto e fiquei muito mais descansada, e decidi que... ( ????? )




Passo a citar Eduardo Prado Coelho - In Público




A crença geral anterior era de que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres.


Agora dizemos que Sócrates não serve. E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada. Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates. O problema está em nós. Nós como povo.
Nós como matéria-prima de um país.


Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais o que o euro.


Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais.
Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL,
DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO.
Pertenço ao país onde as EMPRESAS PRIVADAS são fornecedoras particulares dos seus empregados pouco honestos, que levam para casa, como se fosse correcto, folhas de papel, lápis, canetas, clips e tudo o que possa ser útil para os trabalhos de escola dos filhos... e para eles mesmos.
Pertenço a um país onde as pessoas se sentem espertas porque conseguiram comprar um descodificador falso da TV Cabo, onde se frauda a declaração de IRS para não pagar ou pagar menos impostos.
Pertenço a um país onde a falta de pontualidade é um hábito. Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano.


Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e depois reclamam do governo por não limpar os esgotos.
Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros.
Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é muito chato ter que ler) e não há consciência nem memória política, histórica nem económica.


Onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar a alguns.
Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas podem ser compradas, sem se fazer qualquer exame.


Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não dar-lhe o lugar. Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão.


Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.


Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de trânsito para não ser multado. Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas. Não. Não. Não. Já basta.
Como matéria-prima de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que nosso país precisa.
Esses defeitos, essa CHICO-ESPERTERTICE PORTUGUESA congénita , essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até converter-se em casos escandalosos na política, essa falta de
qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente ruim, porque todos eles são
portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não em outra parte...
Fico triste. Porque, ainda que Sócrates fosse embora hoje mesmo, o próximo que o suceder terá que continuar trabalhando com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos. E não
poderá fazer nada... Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá.


Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco, e nem serve Sócrates, nem servirá o que vier. Qual é a alternativa?
Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror?


Aqui faz falta outra coisa.
E enquanto essa outra coisa não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados....igualmente abusados!
É muito bom ser português. Mas quando essa Portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda..
Não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam um Messias.
Nós temos que mudar.


Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer. Está muito claro... Somos nós que temos que mudar. Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a nos acontecer: desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos e francamente tolerantes com o fracasso. É a indústria da desculpa e da estupidez. Agora, depois desta mensagem,
francamente decidi procurar o responsável, não para castigá-lo, senão para exigir-lhe (sim, exigir-lhe) que melhore seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido. Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO.
AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO EM OUTRO LADO.
E você, o que pensa?.... MEDITE!



EDUARDO PRADO COELHO

Um amén ao homem... falo disto tantas vezes entre amigos...finalmente não estou alone!!Obrigada Duda
Ainda lhe faltou aquela da "portuguesinha que se julga tiaaaa e que tem muito bom gosto tá a ver,aquela que dá sugestões supé caras , supé fancy's, supé ricas, supé saudáveis e que criticando quem critica, vai dando as suas facadinhas, repetindo o erro de quem a criticou tá a ver??????"...
agora parecia os Gato Fedorento, mas a mensagem vai chegar a vocês ihihihihih

Beijos amores e espero ter ajudado nalguma dúvida.


10 comentários:

Lisa disse...

não é nada que não se saiba ... mas aqui o que esta em causa é o voto em um deles ... eu que ha 2 semanas estava decidida neste momento estou indecisa ... votar em branco não!
bjinhos

ximiusa disse...

Li todo o texto e percebo-o como demagógico.
A diferença entre o chico-esperto medíocre que limpa tudo o que é gratuito ou aldraba no que pode e o politico é que o segundo candidata-se sob uma fachada de modelo de comportamento, de pessoa diferente apta a liderar um povo.
Por isso lhe cobramos as promessas que vai fazendo em campanha e o seu desempenho num mandato.
Temos o que merecemos? Talvez, mas a maior parte de nós vive com o fruto do trabalho e quem nos paga também cobra, não podemos cobrar quem escolhemos para governar um mega bolo chamado Portugal?
Que influência teve este texto na decisão? Que na hora de ir votar não vale a pena? Realmente há melhores coisas para fazer aos domingos.

ULTIMATUM AO PESO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ULTIMATUM AO PESO disse...

Olá Ximi...
A influência no meu voto???Alguma...até pode lá continuar o Sócrates, que por acaso até fez com que o nosso Portugalinho sofresse mudanças, que desde à 30 anos para cá, nunca tinha sofrido, gostava é que todos mudássemos em relação a Ele e ao país em geral....ou o outro, ou a outra...enfim...
Esta foi a minha decisão...
Demagógico??Não acho, não estou a ler neste texto mentira nenhuma, é a verdade que muitos, que nunca sairam de cá desconhecem, porque apenas conhecem esta verdade...experimentassem passar uns tempos lá fora, e retornassem....aí sim, tudo soava melhor!!
Além disso, o homem não está a lucrar nada com este texto, são as visões dele, que por acaso coincidem com as minhas.

Oi Lisa...
O bebe, tá quentinho?????
Olha, passou-se o mesmo comigo....pensei em votar BE, agora já não sei...
É em qualquer um...
Se muita gente ler este texto, talvez o nosso país mude, seja com o Sósó, ou com a Lélé...

beijos

Kilos de mim disse...

Para as indecisas, deixo o conselho de perderem um pouco de tempo, leiam os programas disponiveis no site de cada partido e tomem uma decisão em consciencia.
As criticas que o 'Tuga tanto gosta de fazer são o espelho do que se lixe a politica, na falta de informação e de acção cívica.
O Governo não pode fazer aquilo que a sociedade se recusa. Cada qual com as suas obrigações.

beijinhos

Lisa disse...

o bebe ta quentinho e fofinho lolol
olha eu pensava votar cds ... ahahahah
nas europeias votei be ... pq vozes de esq.precisavam-se no parlamento ... agora gostei mais do programa eleitoral do cds .... mas se n tiverem mts votos n serve de nada .... por isso se calhar voto ps q introduziu umas medidas a nivel sa seg social mt positivas ..pelos menos agora q estou gravida sei isso, como o ch. dentista e o abono pre natal ... bem no dia um dos 2 levara o meu voto!

bjufas

Ana Mateus disse...

Dizer disse! Mas eu não sou capaz! Tenho de me pesar! Não vale a pena estar a matar-me por causa disto! Amanhã vou tirar medidas novamente e aí sim vou ver tudo como deve ser! Como não fui medida no consultório, só tenho as de 3-Set que são as do Ginásio!
E acredita que tenho feito alguns disparates, mas depois compenso no dia seguinte e com ginásio todos os dias!
Tu é que és um incentivo! Já viste bem o que perdeste?????

E quanto ao teu ultimo post, eu sou militante do PSD, sou candidata a deputada municipal nas Caldas da Rainha e acredito mesmo que vou fazer a diferença!
Nas legislativas, vou votar PSD em 1º lugar porque é a única forma de tirar estes de lá, em 2º lugar porque não me identifico com politicas de esquerda. Ainda pensei na hipotese de votar CDS, mas a questão para mim é a utilidade do voto, e o importante não é o PS ganhar sem maioria absoluta, o importante é simplesmente não ganhar.

Beijo enorme!

CC disse...

Olá minha querida!

Dsc a ausencia, se leres o meu post hoje percebes...

Pois é... a politica portuguesa, nem sei o que te diga... nem sei tb o que vou fazer... ainda tenho umas horas para pensar rsrsrsrs

PS: Mto bonita a tua sobrinha.

Bom Domingo
Beijocas Light
CC

dany disse...

Já fiz uma recensão crítica para uma cadeira de Cultura Portuguesa que me baseava nesse artigo e num livro com a temática do Saudosismo Lusitano. Nesse texto que escrevi, afirmei que hoje em dia, as pessoas só se levantam do sofá para ir jogar no euro milhões.. Se os 60% da abstenção, passassem a ser votos brancos, o país ia estar em todos os telejornais do mundo. Pois a isso se chama voto de protesto, o que implicaria uma mudança radical no país. Enquanto esses 60% se mantiverem na abstenção isso só implicará a vitória constante dos políticos corruptos e um rumo muito perigoso...todos nós já vimos ditaduras a surgir em menos que isto.

Anyway.. as pessoas continuam a achar que o governo se auto elege e que é uma coisa na qual nunca vão participar...e eu continuo sem entender porque é que não há pelo menos uma disciplina na escola que ensine pelo menos a info básica às crianças, o que é um governo, o que é uma assembleia, como funciona, quais são as eleições que existem, etc etc. 70% das pessoas da minha idade já concluíram licenciaturas e não sabem de muitas destas coisas... aí está algo em que eu acho que se deve reflectir..e muito!!

sorry o desabafo! lol

beijinho grande baby :)*

Ana Mateus disse...

É mesmo isso Dany! E é uma pena as pessoas não o fazerem!